Domingo, 23 de Setembro de 2007

Pensamento #28

Quando não tenho nada para fazer stresso-me com coisas irrisórias.
Quando estou cheio de trabalho só o trabalho é que me stressa, transfiro o stress para o trabalho.
Acho que quero ir para trolha.
publicado por joao moreira de sá às 09:41
link do post | opinar | outras opiniões (3) | favorito
Sábado, 15 de Setembro de 2007

Opinião #48

Às vezes não sei se o país está podre ou é podre. Ouço na rádio um tal Máximo taxista - aparentemente famoso por ser benfiquista, o que já de si não é normal - dizer com orgulho que é "daqueles que põem um ou dois ou três euros a mais na conta", ou seja, não só acha normal como o diz numa rádio pública que acrescentar 600 escudos a uma conta relativa a uma viagem de táxi é normal, banal e irrelevante.
Se do ponto de vista pessoal isto é estúpido, porque se o dito é de facto cara pública, qualquer pessoa com dois dedos de testa e que ao contrário de mim conheça o senhor, recusará entrar naquele táxi e em termos de classe profissional põe em causa perante a opinião pública a honestidade de todos os taxistas, é a ligeireza e naturalidade com que se diz "um ou dois ou três euros a mais" que me faz pensar que esta sociedade ainda tem muito que mudar no caminho do civismo. E sem isso não há nada que funcione, nem transportes, nem serviços públicos, nem governações, nem economia.
Nem taxis!
publicado por joao moreira de sá às 14:02
link do post | opinar | outras opiniões (1) | favorito
Segunda-feira, 10 de Setembro de 2007

Opinião #47

Marcar um ensaio à Escócia é assim como um dos meus amigos que jogam aqui no Alfarim, no Brejos de Azeitão, porque os do Palmelense ou do Sesimbra já seriam quase prós, irem marcar um golo ao estádio da luz num jogo para a taça.
56-10 é como levar o Benfica a prolongamento.
Mas se fosse isso a acontecer aparecia na capa dos diários desportivos. Como a realidade não versa futebol, os feitos do atletismo, rugby, basquet, são destaque de capa em todos os jornais menos nos... desportivos (a ERC não lhes devia mudar o nome para “futebolísticos”?)
publicado por joao moreira de sá às 08:57
link do post | opinar | outras opiniões (1) | favorito

Opinião #46

A televisão pública não transmite os jogos da selecção nacional de rugby. Não aproveitar este feito histórico parece-me uma excelente forma de promover a modalidade e o desporto. É a nossa habitual visão estratégica.
publicado por joao moreira de sá às 08:57
link do post | opinar | outras opiniões (5) | favorito
Sábado, 8 de Setembro de 2007

Pensamento #27

Podia ser (mais) culto, ler e reler os clássicos da literatura, devorar ensaios, ler diariamente os jornais nacionais e alguns estrangeiros, assinar as revistas de referência mas diversas áreas do saber. Podia, e gostava, mas era preciso que estivessem reunidas duas condições, ter dinheiro para tal e acima de tudo, não ter filhos de tenras idades.
Mas enquanto cada hora dedicada a ler a opinião dos cultos deste mundo sobre as suas (poucas) graças e (muitas) desgraças - do mundo e às vezes dos próprios - representar uma hora a menos de brincadeira, receio que vou continuar a optar por ser culto lá mais para o fim da vida, se lá chegar.
 
publicado por joao moreira de sá às 12:08
link do post | opinar | favorito

Opinião #45

Acho fantástico o conceito por trás da liberalização do sector energético, vulgo electricidade. Explicação ouvida, por enquanto os preços das tarifas, por serem regulados, são demasiado baixos para que possam ser apelativos ao sector privado, devem contudo subir em breve abrindo assim o mercado à diversidade da oferta.
Ou seja, como é importante termos o direito de escolher o nosso fornecedor de electricidade, em vez de ter só um fornecedor mais barato vamos poder optar entre vários, todos mais caros, uns mais que os outros!
Eu só não percebi muito bem é o que é que eu ganho com isso...
publicado por joao moreira de sá às 12:07
link do post | opinar | favorito

Opinião #44

É inevitável o sentimento de pena ao ouvir ou ver uma notícia de ou sobre morte. Mas de certa forma o facto de a morte de uma pessoa ser notícia faz-me sentir que este é um país onde ainda há espaço para A Pessoa, ainda não contamos os nossos mortos a granel.
Não sei muito bem o que é que isto tem de bom, mas dá-me o conforto de me sentir na aldeia onde as pessoas se conhecem pelo nome por oposição à cidade impessoal.
publicado por joao moreira de sá às 12:07
link do post | opinar | favorito
Sábado, 1 de Setembro de 2007

Questionamento #7

Uma questão ou mesmo um desafio em forma de reflexão que coloco a eventuais leitoras femininas.
Porque será que é tão difícil para os homens entenderem que a homossexualidade está na atracção por pessoas do mesmo sexo e não na exploração sexual do ânus pela parceira hetero feminina?
publicado por joao moreira de sá às 13:33
link do post | opinar | outras opiniões (7) | favorito

Pensamento #26

Por falar em livros, há fenómenos que não entendo. “O Perfume” é um deles. Acho tão fraquinho (mas eu também não entendo adultos entusiasmados com Harry Potter).
Chamem-me esquisito mas não consigo respeitar um autor que escreve que o personagem principal "jamais veria o mar" e termina a narrativa com o mesmo junto ao mar.
publicado por joao moreira de sá às 13:32
link do post | opinar | outras opiniões (3) | favorito

Divagação #7

Decididamente não gosto de Romances que tenham romances. Não sei porquê mas não gosto de ler histórias de amor, com particular aversão à vertente "triângulo amoroso".
Mas depois perco-me de amores por um livro como “A Sombra do Vento” que é uma belíssima história de amor, ao ponto de não ter dúvidas em classificar como o livro que mais gostei de ler até hoje.
Então porque é que me aborreço de morte com as tricas Queirozianas e demais?
Talvez seja por terem pouca fantasia.
Pensando bem, acho que do que eu não gosto é de Romances demasiado reais, quero contos infantis para a minha idade.
 
publicado por joao moreira de sá às 13:31
link do post | opinar | outras opiniões (3) | favorito

Opinião #43

Muito boa uma promoção ao que presumo ser um concurso da RTP1 questionando pessoas na rua sobre a nascente do Mondego.
Depois não admira que coloquem Valência no norte de Espanha.
publicado por joao moreira de sá às 13:26
link do post | opinar | favorito

Questionamento #6

Um raro pensamento futebolístico. Porque é que, generalizando, há uma tendência para, independentemente do "nosso" clube, simpatizar com o Belenenses e a Académica (a que me atrevo a acrescentar o Vitória de Setúbal e o Leixões). O que é que estes têm de diferente?
 
publicado por joao moreira de sá às 13:24
link do post | opinar | outras opiniões (1) | favorito

Arcebispo de Cantuária

Uma mente delirante e não muito normal encerrada num corpo com 43 anos. Presentemente desempregado mas com boas perspectivas de conseguir vir a trabalhar num call-center. Escrevo porque não gosto lá muito de falar e como irresponsável que sou, acredito que um dia ainda irei conseguir ser pago para escrever. jmoreiradesa@gmail.com

links

arquivos

Setembro 2015

Junho 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

subscrever feeds

blogs SAPO