Segunda-feira, 5 de Novembro de 2007

MusicOpinião #3

 
As aparências podem iludir... ou não.
 
Considero Fausto, Fausto Bordalo Dias, o expoente máximo da música Portuguesa enquanto tal, Portuguesa de Portugal.
Contudo, sabe-lo metido em tricas maçónicas, ouvi-lo (num programa sobre Adriano Correia de Oliveira) gabar-se, fazer auto-elogio, caiu-me mal. "Fazia-o" diferente. Mais musical, mais simpático, humilde.
 
Gosto de simpatizar com os músicos que aprecio, tal como com os escritores que admiro. Com Fausto passei a sofrer do "síndrome de Lanzarote".
 
publicado por joao moreira de sá às 08:25
link do post | opinar | favorito

Arcebispo de Cantuária

Uma mente delirante e não muito normal encerrada num corpo com 43 anos. Presentemente desempregado mas com boas perspectivas de conseguir vir a trabalhar num call-center. Escrevo porque não gosto lá muito de falar e como irresponsável que sou, acredito que um dia ainda irei conseguir ser pago para escrever. jmoreiradesa@gmail.com

links

arquivos

Setembro 2015

Junho 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

subscrever feeds

blogs SAPO