Quarta-feira, 16 de Junho de 2010

Ó senhores do Barclays, não podem mesmo ir chatear o Camões?

Lembram-se, senhores do Barclays, de eu ter apresentado uma queixa à Comissão Nacional de Protecção de Dados sobre o vosso comportamento abusivo nas acções de telemarketing?

Claro que se lembram, porque responderam isto:

 

 

 

Mas como são ou estúpidos ou incompetentes ou as duas coisas hoje resolveram recomeçar o massacre, desrespeitando uma Comissão Nacional de Protecção de Dados, desrespeitando-me como cidadão e estúpidos e incompetentes sim, porque mesmo depois de eu explicar a situação ainda ligaram mais duas vezes, não percebendo que a este ponto, fosse o Barclays o último banco à face da terra e o meu dinheiro (se o houvesse) mais depressa iria para debaixo do colchão do que para a instituição de crédito mais irritante do planeta.

 

E assim lá alegraram o meu final de tarde com mais uma queixa à CNPD, que com todo o prazer (nem imaginam quanto, senhores do barclays) torno pública:

 

 

"Exmos. Senhores,

Fazendo referência à minha queixa datada de Novembro de 2009 e aparente resolvida, venho pelo presente pedir a vossa ajuda para a situação que passo a informar:

Hoje, 16 de Junho de 2010 voltei a ser contactado pelo banco Barclays com o objectivo de me propor o uso do mesmo serviço, cartão de crédito, sobre o qual tinha já informado não estar interessado e apresentado queixa a esta Comissão Nacional de Protecção de Dados, com resposta do referido banco de que o meu nome e número de telefone (21x xxx xxx) seriam eliminados da sua base de dados.
Isto mesmo expliquei a quem hoje me ligou do Barclays, do número 210107241, tendo-me sido informado pela pessoa que me ligou que o meu número havia sido apagado dos contactos da base de dados comprada à Pixmania mas que deveria constar noutras bases de dados adquiridas pelo Barclays, nomeadamente à IOL e outras empresas.
Acontece que na resposta que o Barclays enviou a essa Comissão e da qual me fizeram chegar cópia está bem explícito que "os dados do cliente" (que não sou e naturalmente jamais serei) "foram suprimidos da base de dados do Barclays para efeitos de marketing directo".
Não compreendo assim como é possível que uma entidade bancária possa não só desrespeitar o meu pedido de que não voltem a ligar, pois só hoje após eu ter explicado que já havia apresentado queixa e que tinha em minha posse o documento anexo voltaram a ligar mais duas vezes como desrespeitar as declarações prestadas por escrito à Comissão Nacional de Protecção de Dados. Quem protege os meus dados afinal se esta entidade não é respeitada pelo Barclays?

Grato pela vossa ajuda apresento os meus melhores cumprimentos

João Moreira de Sá"

 

 

Do que os senhores do Barclays não se lembram mas lembro-me eu é de um jovem que há vinte e alguns anos quando arranjou o seu primeiro emprego, entrou num balcão do Barclays para (tentar) abrir conta e foi-lhe explicado com um sorriso jocoso que o Barclays só aceitava contas de ordenados superiores a 150 contos. O meu não chegava a 50... mas acreditem, senhores do Barclays, é com enorme prazer que hoje me dou eu ao luxo de vos desprezar e poder fazer queixa de vocês, senhores do Barclays.

 

publicado por joao moreira de sá às 20:32
link do post | opinar | favorito
37 comentários:
De Nuno a 17 de Junho de 2010 às 12:13
Ola


estou curioso com o resultado. Na minha bola de cristal ja apareceu que Barclays e Barclaycard sao empresas independentes e que a ultima obteve os teus dados pessoais sem ajuda do Barclays e sem saber das tuas instrucoes para o Barclays te excluir de correspondencia futura.

Fica como exemplo de como uma marca partilhada e boa ideia para chegar a mais pessoas, e ma porque chateia ainda mais os que ja estao chateados com uma empresa do grupo!

Boa sorte.
De joao moreira de sá a 17 de Junho de 2010 às 14:44
Olá Nuno,

Darei conta aqui do que venha a acontecer. É verdade que o que ele querem vender é o Barclaycard, só que o Barclaycard é uma marca e serviço do Barclays - tanto que quem respondeu à CNPD quando da minha primeira queixa foi, como podes ver, o Barclays. Ontem identificaram-se como Banco Barclays quando no ofício deles para a CNPD está claro que eu não voltaria a ser contactado pelo Barclays.
Claro que a melhor estratégia continua a ser não atender números desconhecidos no fixo :)
De Rui Miguel Santos a 21 de Junho de 2010 às 22:25
Olá João,

Li com atenção o que escreveu e reparei que no lado direito do seu blog há ou havia, uma publicidade ao Barclays. Será uma cabala?

Rui santos
De joao moreira de sá a 21 de Junho de 2010 às 22:39
Essa é de se tirar o chapéu ao Google AdSense :)
Eu nem sabia que aqueles anúncios ainda ali estavam...
De Rui Miguel Santos a 21 de Junho de 2010 às 23:05
Eu se fosse a si, processava esses também... :)

Cumprimentos
De Finada a 22 de Junho de 2010 às 10:45
A estes fulanos dou-lhes o seguinte tratamento: ligam e pedem para falar com o srª xpto. Eu, a senhora xpto, digo-lhes: um momento por favor que eu vou chama-la. Pouso o telefone e continuo a minha vida. Eles, com são estúpidos e incompetentes, ficam cerca de 5, 10 minutos a aguardar que a srª xpto venha atender a chamada, e só depois desligam.
Por vezes, no mesmo dia, ainda voltam a ligar e eu volto a dizer que vou chamar a srª xpto, deixando-os ali pendurados!!! hehehe, dá cá um gozo!! Experimente! Não se chateia e ainda é capaz de se divertir...
Passadas umas 2 ou 3 chamadas à espera de alguém que nunca mais lhes atende o telefone, eles desistem e não voltam a ligar TÃO CEDO! Mas, MAIS TARDE, voltam! Mas o remédio, é sempre o mesmo
De joao moreira de sá a 22 de Junho de 2010 às 10:59
gostei tanto da sugestão como de descobrir o teu blogue. um verdadeiro 2 em 1... :)
obrigado.
De Finada a 22 de Junho de 2010 às 11:06
heheheh , obrigada digo eu. Já me fizeste gargalhar nesta manhã ligeiramente nublada... Obrigada pelo elogio.

E parabéns pelo destaque
De joao moreira de sá a 22 de Junho de 2010 às 11:15
aqui a sul tenho um bocadinho de sol que posso dispensar.
(e gargalhar não costuma ser neste blogue...! :)
De Finada a 22 de Junho de 2010 às 11:28
Aqui a norte também está sol... eu é que ando nublada, hehehe

E sim, já reparei que gargalhar é noutro blogue... bom, ainda estou a ver... no meio de tanta coisa, nem sei para onde me virar... fogoooooo!!
De joao moreira de sá a 22 de Junho de 2010 às 11:40
:) é um bocadinho, sim :) fora twitter e facebook que nem aparecem aqui. é massacre mesmo (ou não, deixo ao critério das/os leitoras/es :)
De David a 7 de Março de 2011 às 13:54
hehe boa táctica!!!
De carla costa a 12 de Agosto de 2010 às 18:16
Olá. venho aqui fazer uma queixinha, também. Esses tipos do barclay´s são mesmo chatos, só hoje já ligaram 2 vezes e não vão ficar por aqui..... Acho que vou pedir á minha filha que, na inocência dos seus seis aninhos, atenda o telefone e logo a seguir deixo-os a falar para o boneco......
De cherub a 20 de Agosto de 2010 às 02:22
eu só espero é que as pessoas pelo menos respeitem quem está do outro lado a tentar ganhar nem que sejam uns trocos. è que por norma a tendência é esquecer isso mesmo, e agir como se os telefonistas fossem o grande mal do mundo. há que referir que quem tem menos culpas no cartório é quem costuma levar com o mau-humor de algumas das pessoas contactadas...

cumprimentos.
De joao moreira de sá a 20 de Agosto de 2010 às 05:21
sei que isso é verdade e posso até entender que as pessoas contactadas não saibam distinguir entre um call-center e a entidade que o contratou mas há uma coisa que devia imperar sempre e em toda a situação: a educação. Infelizmente falha e falta muito e muita.
Pessoalmente não confundo nunca o operador com a entidade, não descarrego irritações com esta em quem me contacta, não só porque saber que na prática são duas "coisas" totalmente diferentes mas acima de tudo por uma questão de educação, que essa eu penso devia imperar sempre,
Há formas e canais próprios para reclamar - no caso a CNPD para onde seguiu já uma 2ª queixa pois continuam a ligar - mas nunca descarregar em quem está "só" a trabalhar.
De JU a 25 de Agosto de 2010 às 12:46
Eu a pensar que era a única irritada com este tipo de coisas!!!

Eu também costumo utilizar a técnica da Lolita :)
Digo "só um momento..." ligo o rádio na Antena 2 e coloco o tlm ao lado e sigo...
De ferreira a 5 de Setembro de 2010 às 14:28
Muito bem em fazer a queixa.O mal é as pessoas nao fazerem nada ..
De carlos portugal a 13 de Setembro de 2010 às 11:23
Deixe de ser atrasado homem sente-se muito incomodado por que lhe ligam!??? Tenho tanta pena de si como os pilotos dos aviões que colidirão contra as torres gemas têm dos americanos. certo é que ás vezes há precaussos mas não é de todo razão para reagir dessa forma e de se tornar um frustradinho.
Adorava velo de ferias nos estados unidos e na hipótese de ser hospitalizado não tinha seguro, pois é ficava com uma conta abismal para o resto da vida, quando tudo isso e evitado com o cartão barclaycard já me aconteceu mas feliz mente tinha comigo o cartão
divirta-se e passe menos tempo a queixar-se e mais a aproveitar a vida
De joao moreira de sá a 13 de Setembro de 2010 às 11:39
Esse cartão Barclaycard pelos vistos não paga é cursos de Português nem de educação :)
De Mafalda F. a 30 de Março de 2011 às 11:57
Ahahah bem mandada!
De Catarina B. a 16 de Setembro de 2010 às 22:38
Quereis ver que agora eles são uns santos? Chegaram a ligar-me mais de 20 vezes por dia durante uma semana inteira. Não acha que é um abuso? Atendi por 2 ou 3 vezes e ouvi o que tinham a dizer e educadamente disse que não estava interessada. E, coincidencia ou nao era sempre a mesma pessoa a ligar-me. Para mim isto é um abuso. Tinha de andar sempre com o telemóvel em silêncio porque estes senhores não respeitam ninguém. Além do mais disse-lhes que estava desempregada e eles disseram que sendo assim não pudia usufruir do cartao mas continuaram insistentemente a ligar ate ao dia que me saltou a tampa. Disse-lhes o que mereciam ouvir e pararam de ligar. Até hoje. Só hoje já me ligaram 10 vezes. Por isso não venha para aqui defender que não merece ser defendido. Se o cartão o ajudou tudo bem, agora acho que eles deviam respeitar quem não está interessada no cartão e parar de telefonar.
E acho que todos deviam fazer como o sr deste blog e apresentar queixa.

Cumprimentos
De Ana Ferreira a 24 de Setembro de 2010 às 15:53
Estava agora mesmo a olhar para o telemóvel a tocar com esse numero horrivel no visor. Como faço para me livrar destes tipos? Porque, sinceramente, já devo ter dito a uns 10 que não estou interessada...
De joao moreira de sá a 24 de Setembro de 2010 às 17:17
Com uma queixa a Comissão Nacional de Protecção de Dados:
http://www.cnpd.pt/bin/duvidas/queixas_frm.aspx

Comigo funcionou, ainda nem publiquei mas após segunda queixa - conforme histórieta acima - recebi carta registada com aviso de recepção do Barclay's com pedido de desculpa, o habitual "engano no cruzamento de dados" mas a promessa escrita de que não voltarei a ser contactado (e como eu adorava aoora ser! :)
De David a 7 de Março de 2011 às 14:00
Há aqui 2 questões que me parecem ainda mais importantes: com que direito os nossos dados pessoais são vendidos e comprados por estas entidades?! Estarão os senhores a quem confiámos os nossos dados devidamente autorizados (por nós, obviamente) para os comercializar?! Aqui é que a CNPD deveria actuar.
De SUSANA a 7 de Outubro de 2010 às 10:56
Estava eu descansadinha a dormir quando o telemovel toca. Epa estava tao cansada que so levantei o telemovel da mesinha de cabeceira para ver o numero, nao ia ser alguma coisa importante. Nao era, alias, nem o numero conhecia por isso toca a desligar a chamada e a dormir, mas por azar o sono comeca a fugir visto ter sido incomodada. Venho ha net ver de quem é o numero e nao é que descobro este blog e de onde é o numero. Barclays, claro esta! Estes senhores ja me ligaram 2 ou 3x durante toda a minha vida (sou uma sortuda comparando com voces), mas quando eles ligam eu atendo ha primeira, digo que sou pobre e desempregada (pobre ate sou, desempregada, graças a deus nao), e eles dizem-me que nesse caso nao posso usufruir deste serviço e pronto, so me tornam a ligar daqui a meio ano, por isso nao me chateio muito. Acho que eles se assustam com o meu tom de voz, nao sou malcriada nem desrespeito ninguem, mas falo de forma fria e directa. Eles comigo entendem a minha mensagem ha primeira. :)

Comentar post

Arcebispo de Cantuária

Uma mente delirante e não muito normal encerrada num corpo com 43 anos. Presentemente desempregado mas com boas perspectivas de conseguir vir a trabalhar num call-center. Escrevo porque não gosto lá muito de falar e como irresponsável que sou, acredito que um dia ainda irei conseguir ser pago para escrever. jmoreiradesa@gmail.com

links

arquivos

Setembro 2015

Junho 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

subscrever feeds

blogs SAPO